Lady Gaga deixa críticas a Donald Trump durante atuação da SuperBowl


Já viu a atuação da cantora no intervalo do jogo do ano?

Depois de no ano passado Beyoncé ter feito uma performance surpresa em que invocava os Black Panthers, muitos se perguntavam se Lady Gaga, defensora dos direitos LGBT e da mulher, usaria a enorme plataforma global para expressar a sua aversão pública ao presidente Trump.

E tal como previam, Lady Gaga não desiludiu. No topo do telhado do estádio de Houston, em frente a 300 drones luminosos que formavam uma bandeira americana no céu noturno, Lady Gaga deu início à sua atuação no intervalo da SuperBowl cantando “Deus abençoe a América”.

Gaga recitou parte da Promessa americana de Lealdade, “uma nação, indivisível com liberdade e justiça para todos”. Depois, deu início à épica atuação que incluiu muitos dotes acrobáticos e voos por cima do palco.

Ao longo de 13 minutos meticulosamente coreografados, a cantora cantou os seus maiores sucessos, como Edge of Glory, Poker Face, Born this Way e Million Reasons. A cantora aproveitou também para cumprimentar os seus pais na multidão, mostrando que mesmo sendo uma superestrela da pop não esquece os seus familiares.

A mensagem de inclusão e aceitação de Lady Gaga surge no rescaldo de duas semanas complicadas para os americanos. O impedimento de entrar nos EUA de alguns estrangeiros está a indignar o mundo. Vale a pena ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*
Website