Anúncio alerta para os sinais da violência com armas de fogo


Vídeo mostra-nos que devemos estar mais atentos

Um anúncio lançado pelos familiares das vítimas do tiroteio na Escola Primária Sandy Hook, nos EUA, usa uma narrativa sobre adolescentes apaixonados para mostrar um ponto de vista muito importante: que se pode evitar a violência com armas de fogo se estivermos atentos aos sinais.

Em pouco mais de um minuto e quarenta segundos, o vídeo conta uma história de amor entre dois adolescentes que não se conhecem. Evan, um dos protagonistas, escreve na mesa da biblioteca, e alguém lhe responde. O diálogo dura vários dias até que a biblioteca fecha para férias.

Usando um foco seletivo, o vídeo mostra sinais subtis que potenciais atiradores frequentemente revelam e que são ignorados. Enquanto Evan e a sua amiga misteriosa trocam mensagens na mesa da biblioteca um outro colega mostra sinais de estar a planear um tiroteio, vendo vídeos de armas, lendo livros com mensagens violentas e até publicando uma foto no instagram a segurar uma arma.

Quando, no final do ano, Evan e a sua amiga secreta se conhecem finalmente no pavilhão da escola, um outro aluno entra no pavilhão com uma arma em riste. Uma mensagem aparece então no ecrã, declarando que enquanto assistimos ao romance de Evan, outro aluno mostrava sinais de estar a planear um ataque. Todos esses sinais foram ignorados.

O ataque em Newtown fez 20 mortos, 15 dos quais crianças com 6 e 7 anos. O vídeo foi encomendado pela associação criada pelos pais das vítimas e faz parte da campanha “Conheça os sinais”, que defende que 80% dos atiradores em escolas contam os seus planos a alguém antes de perpetuar os ataques e ninguém intervém. Desde que foi publicado, há cinco dias, o vídeo já foi visto 5 milhões de vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*
Website